13º Simpósio de Controle Biológico será realizado no MS

Com apoio de diversas instituições, maior fórum de controle biológico da América Latina mostra que controle biológico de pragas e doenças gera a sustentabilidade da produção agropecuária

O 13º Simpósio de Controle Biológico (13º Siconbiol) já faz parte do calendário de eventos da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS), empresa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A iniciativa de trazer o Simpósio para Bonito (MS) e sua realização é da Unidade da Embrapa, por meio dos esforços dos pesquisadores Harley Nonato de Oliveira e Crébio José Ávila, estimulados pelo chefe-geral do Centro de Pesquisa, Fernando Mendes Lamas.

A intenção de lançar Bonito como sede do 13º Siconbiol foi levantada em 2009, por ser um município que engloba diversidade biológica, conservação ambiental com infraestrutura para o turismo ecológico sustentável – temas relacionados diretamente ao evento. “Bonito é a porta de entrada para o Pantanal, importante bioma nacional em função de sua biodiversidade, um dos mais valiosos patrimônios naturais do Brasil, com cursos d’água subterrâneos, rios cristalinos e sumidouros. É considerado um pólo sustentável do ecoturismo mundial, reconhecido como modelo de organização e de respeito ao meio ambiente”, diz Harley.

Essas características, e os relevantes apoios obtidos, viabilizaram o lançamento oficial da candidatura do município sul-mato-grossense, com o tema “Faça Bonito. Use o controle biológico”, durante o 12º Siconbiol em julho deste ano. A candidatura contou com uma campanha elaborada pelo Núcleo de Comunicação Organizacional (NCO) da Embrapa Agropecuária Oeste, veiculada por meio de vídeo, folder, camisa, banner, botton e site em parceria com o Convention de Bonito (http://www.ccbonito.com.br/2013/siconbiol/). Todo empenho resultou na escolha de Bonito como a sede do evento em 2013.

Será a primeira vez que Mato Grosso do Sul trará um evento na área entomológica desse porte, segundo Harley. “A disponibilização e atualização dos estudos e dos avanços que vem sendo obtidos sobre controle biológico afetam positivamente o setor agropecuário, que é um elemento de fundamental importância para a economia do Estado, também impulsionando os setores industriais e de serviço”.

Apoio de sucesso

Para o sucesso na escolha de Bonito como sede do evento, foi primordial o apoio recebido pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Seprotur, do Bonito Convention Bureau e da Prefeitura Municipal de Bonito e de instituições de pesquisa e ensino que contribuem de forma atuante e significativa para o avanço do estado. São elas: Embrapa Pantanal, Embrapa Gado de Corte, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Federação da Agricultura e Pecuária do MS (Famasul).

Além disso, o Simpósio, que é o maior fórum de controle biológico da América Latina, conta com a promoção da Sociedade Entomológica do Brasil (SEB), entidade que fomenta a troca de conhecimentos entre profissionais da área, dando estímulo à pesquisa e à divulgação de conhecimentos entomológicos.

O apoio dessas instituições, que enriquecem o trabalho da pesquisa, foi de extrema importância para que o evento aconteça em Bonito em 2013. É uma grande oportunidade para o Estado mostrar suas riquezas e seu potencial, e para a pesquisa discutir tecnologias de conservação ambiental que podem ser implantadas, permitindo a produção de alimentos, fibras e energia com sustentabilidade”, diz Lamas.

O evento, que acontece a cada dois anos, alternadamente com o Congresso de Entomologia, atrai o interesse de pesquisadores, técnicos e estudantes de graduação e pós-graduação do Brasil e do restante do mundo por mostrar os avanços e disponibilizar os resultados sobre controle biológico, além de ser um momento de intercâmbio, de levantar parcerias e de se atualizar sobre o assunto. Em 2011, o 12º Siconbiol, realizado em São Paulo (SP), teve a participação de 20 estados da federação, do Distrito Federal e de 13 países.

O tema controle biológico está ligado diretamente ao cultivo sustentável da terra. Com o controle biológico é possível minimizar a utilização de defensivos agrícolas, dando condições para que os insetos benéficos possam atuar. Quando o uso de inseticida se faz necessário, estudos nessa área buscam identificar quais defensivos não afetam o comportamento dos inimigos naturais. É a busca do equilíbrio entre o meio ambiente e o agronegócio.

Fonte: Embrapa