China libera entrada de carne bovina brasileira certificada antes de 4 de setembro

China libera entrada de carne bovina brasileira certificada antes de 4 de setembro

Medida foi anunciada nesta terça-feira (23), pelas autoridades alfandegárias chinesas

Por Thalya Godoy – SBA

A Administração Geral de Alfândegas da China anunciou nesta terça-feira (23), que o país asiático liberará a entrada de carne bovina brasileira com certificado sanitário anterior ao dia 4 de setembro, que estejam nos portos chineses.

De acordo com a empresa de consultoria pecuária Agrifatto, são 100 mil toneladas de carne bovina que estão nesta situação nos portos da China. A medida não representa, no entanto, o fim da restrição de exportação ao país.

“Agora temos o próximo passo que é liberar a suspensão da carne brasileira daqui para frente. Estamos no andamento desse processo e eu espero que isso aconteça ainda no próximo mês”, afirmou a ministra do Mapa, Tereza Cristina.

As exportações foram suspensas de forma voluntária pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em cumprimento ao acordo sanitário firmado entre os dois países, após dois registros de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecido como “mal da vaca louca”, na forma atípica, em 4 de setembro, em Minas Gerais e no Mato Grosso.