Conselho institui programa de apoio a novos canaviais

Em reunião extraordinária realizada nesta terça-feira o Conselho Monetário Nacional instituiu o Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais (ProRenova-Industrial) destinado aos produtores de açúcar e etanol. Segundo a resolução, o objetivo do crédito é aumentar a produção de cana-de-açúcar por meio do financiamento à renovação e implantação de canaviais. Os recursos previstos, da ordem de R$ 3,5 bilhões, são oriundos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os beneficiários do programa serão pessoas jurídicas que exerçam atividade produtiva relacionada ao plantio de cana-de-açúcar, inclusive usinas e destilarias de etanol e açúcar, cooperativas de produção, cooperativas de produtores e entidades societárias por cotas. O programa financiará os gastos e tratos culturais associados ao plantio de cana-de-açúcar (cana planta), no âmbito de projeto de investimento.

Os encargos financeiros terão taxa efetiva de juros de 5,5% ao ano, a mesma vigente para a maioria das operações de crédito rural. O prazo de reembolso é de até 72 meses, com carência de até 18 (dezoito) meses, e com amortização de acordo com o fluxo de receitas do empreendimento. Os repasses serão feitos pelas instituições financeiras credenciadas pelo BNDES.

A resolução prevê que somente poderão ser financiados no âmbito do programa os projetos de plantio de cana-de-açúcar implantados de 1º de janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2013, podendo ser reembolsados gastos com itens financiáveis realizados a partir de 1º de julho do ano passado.

Fonte: Agência Estado