Curso desenvolve o empreendedorismo de agricultoras

Curso desenvolve o empreendedorismo das mulheres agricultoras

Com licença vou à luta?. Esse é o novo programa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (Senar/SC), órgão ligado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc), que inicia as atividades neste mês de julho, no território barriga-verde

A capacitação visa desenvolver o empreendedorismo das mulheres na gestão dos negócios agropecuários. A primeira turma iniciou as atividades na última sexta-feira (08), em Canoinhas, e a segunda começará na próxima sexta-feira, dia 15, em Irineópolis.

O programa foi criado com os objetivos de capacitar mulheres produtoras rurais na gestão de negócios agropecuários, com enfoque no empreendedorismo e na liderança, elevar a autoestima das mulheres, para despertar o potencial pessoal e profissional, e proporcionar atividades que possibilitem a independência financeira, construindo a autoconfiança com reflexos na qualidade de vida. Além disso, contribui para o aumento da renda familiar com melhorias na eficiência da gestão.

O superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi, destaca que o programa Com licença vou à luta é composto por cinco módulos, totalizando 40h, para facilitar o aprendizado das produtoras: empreendedorismo; gestão financeira; liderança, relações interpessoais e trabalho em equipe; conhecimentos sobre direito trabalhista e planejamento de negócio. “As participantes têm cinco semanas para elaborar um plano de negócio compatível com a realidade de cada propriedade, para que possam implementá-lo ao final do programa”, observa.

Os conteúdos abordam características do empreendedor, autoconhecimento e fornece conceitos para elaboração do diagnóstico da propriedade rural; conceitos financeiros, custo fixo e variável, depreciação, fluxo de caixa; elaboração da FOFA (ferramenta de planejamento) e estudo de mercado, visando a melhoria ou a inovação de alguma atividade; noções básicas de legislação trabalhista, ambiental e sanitária; processo de liderança, características do líder, estilos de liderança, relações interpessoais e a construção de relacionamentos por meio de dinâmicas e vivências.

Para participar, as mulheres produtoras devem ter a escolaridade mínima da 4ª série do ensino fundamental completo; saber as quatro operações aritméticas; ter idade acima de 16 anos e estar envolvidas com as atividades da propriedade rural.

Outras informações estão disponíveis no site do Senar/SC (www.senar.com.br) ou pelo telefone             48 3333 0322      . As interessadas podem também procurar o Sindicato Rural do seu município para saber como participar.

Fonte: Portal do Agronegócio