Linguiça de Maracaju vai ser vendida em todo o Brasil

Linguiça de Maracaju vai ser vendida em todo o Brasil

O documento foi entregue pela Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar)

Por Semagro*

De Maracaju para o Brasil. A indústria Novilha de Ouro recebeu na terça-feira, 10 de dezembro, o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal ( SISBI) que autoriza a venda de seus produtos em todo o país. O documento foi entregue pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar – Semagro.

Com receita de família passada por gerações, o açougue que vendia a tradicional linguiça de Maracaju virou indústria e chegou a todo o Mato Grosso do Sul. Com o SISBI inicia uma nova fase, com expectativa de comercializar 10 toneladas por mês no primeiro ano de vendas para todo o país.

A proprietária do Novilha de Ouro, Ana Carla de Assis Ferreira conta que atualmente vende 7 toneladas/mês no Mato Grosso do Sul, mas tem capacidade de produção instalada para 5 toneladas/dia. “É um passo muito importante para nós que vamos poder levar nosso produto para outros estados e fortalecer a cadeia produtiva da linguiça de Maracaju”, conta.

Ana faz parte da diretoria da Associação dos Produtores da Tradicional Linguiça de Maracaju, que atua para garantir a qualidade e a autenticidade do produto sul-mato-grossense. “O produto não leva nenhum conservante e todos os insumos são fornecidos pela agricultura familiar, que queremos incentivar para fazer o processamento”, afirma a proprietária.

O documento foi emitido pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e entregue pelo diretor-presidente Daniel Ingold e o titular da Semagro, secretário Jaime Verruck. “Temos mais um exemplo de empresa que valoriza a herança cultural de Mato Grosso do Sul e leva o nome do Estado mais longe, com seriedade e qualidade, além de gerar emprego e renda no município”, afirma.





Foto: Semagro