Kátia Abreu pede imediata desocupação das fazendas invadidas

“Queremos a desocupação das nossas fazendas, já!”. Foi assim que, a senadora e presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Kátia Abreu levantou aplausos e colocou de pé aproximadamente cinco mil produtores rurais na manifestação ‘Onde tem justiça, tem espaço para todos’, ocorrida nesta sexta-feira (14), em Nova Alvorada do Sul (MS).

Produtores de várias cidades de Mato Grosso do Sul, Maranhão, Rio Grande de Sul, Minas Gerais e Paraná, viajaram quilômetros para a realização de um movimento pacífico, cujo objetivo era sensibilizar tanto o poder público como a sociedade para a urgência da paz no campo.

Kátia Abreu ressaltou aos produtores que está do lado de todos os que adquiriram suas terras ao longo dos anos da história da agropecuária brasileira e que colaborou para que o Brasil se tornasse referência em agricultura e pecuária no mundo inteiro.

Em relação aos conflitos agrários no Brasil, Kátia destacou que o produtor rural é a maior vítima. “O direito deles (indígenas) não pode invadir o nosso direito de viver em paz, com segurança jurídica”, afirmou a senadora.

Além disso, Kátia destacou que referente à questão de compras de terra, é inapropriado falar em indenização, o correto é dizer que essas terras devem ser compradas e somente se o produtor quiser vender. “Na marra, não vai. Nada pode ser maior que a Constituição Brasileira”, destaca senadora.

Em crítica à Fundação Nacional do Índio (Funai), Kátia Abreu destacou a ineficiência do órgão. “Basta de injustiça. Os índios brasileiros querem conforto, crescer na vida e solução dos problemas sociais, como a gravidez na adolescência, uso de drogas e bebidas alcoólicas. Mas isto, a Funai não fala”, lamenta Kátia.

A manifestação dos produtores é pacífica e consiste na distribuição de materiais informativos sobre a atual situação de insegurança jurídica no MS. No palanque formado dentro do trevo entre as BR’s 163 e 267, várias autoridades políticas discursaram para os produtores presentes, como o senador Waldemir Moka, secretária estadual de Desenvolvimento, Produção e Turismo, Tereza Cristina Côrrea da Costa e o secretário estadual de Habitação, Carlos Marum, os deputados estaduais Mara Caseiro, Zé Teixeira, Marcio Monteiro, Paulo Côrrea e Lídio Lopes, e ainda os deputados federais Reinaldo Azambuja, Akira Otsubo, Geraldo Resende, Fábio Trad e Luiz Henrique Mandetta.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sistema Famasul