MAIOR EMPRESA DE DEFESA AEROESPACIAL DE ISRAEL VENDERÁ DRONES PARA A AGRICULTURA BRASILEIRA

MAIOR EMPRESA DE DEFESA AEROESPACIAL DE ISRAEL VENDERÁ DRONES PARA A AGRICULTURA BRASILEIRA

Os veículos serão operados pela Santos Lab, que também vai analisar os dados coletados no campo

A empresa brasileira Santos Lab fechou um acordo para operar drones produzidos pela maior companhia de defesa aeroespacial de Israel e analisar os dados por eles coletados. A negociação faz parte da necessidade da IAI (Israel Aeroespace Industries) de expandir suas atividades, antes exclusivamente militares, para uso de civis. Neste caso, os drones vão analisar plantações. Em nota, a AIA disse que espera obter centenas de milhões de dólares com a tecnologia nas próximas décadas.

A Santos Lab, fabricante de sistemas de defesa e de análise agrícola, vai receber unidades do BirdEye 650D UAV. Esses drones serão usados em missões de monitoramento de plantações de soja e algodão, por exemplo, fornecendo estatísticas precisas sobre as condições do solo e do cultivo. Essas informações serão disponibilizadas para os produtores em um sistema de compartilhamento de dados na nuvem. O serviço estará operacional no Brasil até o final de 2019.

“O sistema permitirá aos produtores tomar decisões conscientes sobre como cuidar de suas plantações da maneira mais eficiente possível, introduzindo a agricultura de precisão em larga escala aos campos brasileiros”, afirmou o CEO da Santos Lab, Gabriel Klabin, ao Israel Times. O uso dessa tecnologia pode impactar positivamente todo o ciclo de produção e consumo de alimentos, permitindo que as pessoas se alimentem a um custo melhor. E isso é só o começo”, disse ele.

No mercado desde 2006, a Santos Lab oferece soluções para a agricultura, meio ambiente, defesa e segurança, imageamento aéreo e monitoramento e infraestrutura. A AIA começou as atividades em 1953 e desde então já produziu mísseis, satélites, radares, munições e outros sistemas de defesa.

Fonte: AG/EVOLUTION | HUB AGRODIGITAL