O Japão, finalmente

O país dá o sinal verde à carne brasileira, vice-ministro da agricultura da nação asiática deu a informação a Blairo Maggi

POR SEBASTIÃO NASCIMENTO – Globo Rural

O Japão, finalmente. No rol de notícias ruins do dia de hoje – inclusive o recuo no PIB do agronegópcio – essa é excelente: o Japão vai comprar carne bovina brasileira. Estava escrito que, após a liberação por parte dos EUA, o suculento mercado do Japão seria o próximo. Deu certo. Agora, Japão, EUA e China importam carne bovina brasileira. Tenho certeza que a Abiec, que representa os exportadores brasileiros, está comemorando, afinal, além de receita, o sinal verde do Japão implica em reconhecimento à sanidade do rebanho do país. Japão e EUA são extremamenente exigentes.

A informação foi dada ao ministro Blairo Maggi pelo vice-ministro de Assuntos Internacionais do Ministério da Agricultura do país asiático, em Cancun, no México, Hiromichi Matsushima. Ambos participam da Conferência da Biodiversidade, que está sendo realizada lá.

Matsushima afirmou que o fim das barreiras alcança tanto a carne bovina processada quanto a in natura. Ele disse que faltam apenas resolver pequenas questões burocráticas no Ministério da Saúde do Japão.

No mesmo dia, o ministro japonês pediu a Maggi a aprovação de estabelecimentos japoneses para exportação da carne wagyu in natura para o Brasil. A carne wagyu é bastante apreciada por aqui. Há especialistas que a consideram a mais saborosa de todo do mundo.

Matsushima ouviu de Maggi que o ministério brasileiro não coloca restrições à carne wagyu e prometeu resolver a questão brevemente.

A informação foi dada ao ministro Blairo Maggi por Hiromichi Matsushima em Cancun, no México (Foto: Thinkstock)