Setor agropecuário foi o 3º em Lucas do Rio Verde que mais gerou empregos

O setor agrícola teve participação decisiva para que Lucas do Rio Verde termine o ano gerando mais empregos. De janeiro a novembro, são 2,1 mil pessoas contratadas a mais, com carteiras assinadas. É o resultado de 15,5 mil contratações e 13,3 mil demissões feitas por todas as empresas e indústrias, bem como fazendas. No setor agropecuário, como é classificado pelo Ministério do Trabalho houve 2,5 mil admissões e 2,1 mil desligamentos de funcionários. O saldo é de 422 funcionários empregados a mais nas fazendas. Lucas é grande produtor de soja (242 mil hecatres plantados atualmente) e de milho safrinha.

Só Notícias/Agronotícias apurou que a indústria de transformação lidera com 932 postos de trabalho a mais (provenientes de 4,1 mil contratações e 3,2 mil desligamentos). Os dados constam no Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), veiculado ao Ministério do Trabalho e Emprego.

A frente do setor agropecuário ficou o comércio, segundo com o maior número de empregos gerados a mais, 513, resultantes de 3,6 mil contratações e 3,1 mil demissões.

Fonte: Agrolink