Alta do dólar

A valorização do dólar em relação a outras moedas e exportações maiores de café do Brasil – o maior produtor do grão do mundo – pressionaram as cotações da commodity no mercado americano na sexta-feira. Na bolsa de Nova York, os papéis com vencimento em setembro deste ano fecharam o dia a US$ 2,6330 por libra-peso, com recuo diário de 530 pontos.

“Não ocorreu nenhum problema climático real”, disse Sterling Smith, analista da Country Hedging, em entrevista à Dow Jones Newswires, lembrando que um recuo ocorrerá somente quando novos fundamentos emergirem. Já no mercado doméstico, o indicador Cepea/Esalq para o café (saca de 60 quilos) ficou em US$ 470,79, com queda diária de 1,66%. No mês, o café já acumula desvalorização de 6,14%.

Autor: CNA