Com nova alta, preço do ovo apenas retorna ao mesmo valor de um ano atrás

Efetivamente, nos dez primeiros dias de negócios de fevereiro corrente, o ovo experimentou valorização de 27%, enquanto em idêntico período de fevereiro de 2011 (1 a 11) essa valorização ficou em não mais que 15%.

Tem um detalhe, porém: em 2011, o ovo iniciou fevereiro com a mesma cotação de abertura de ano. Assim, em 12 de fevereiro já registrava cotação 20% maior que do início do ano. Em 2012, a abertura do ano esteve tão adversa que fevereiro foi iniciado com mais de 10% de perda em relação ao preço de abertura do ano. Assim, o que agora aparenta ser um ganho brutal é, na verdade, bastante inferior ao de fevereiro/11.

E tanto isso é verdade que, mesmo com a forte valorização no período, o ovo apenas retornou ao mesmo valor obtido um ano atrás. Ou seja: continua registrando perdas, pois inflação e custo tiveram evolução significativa.

Mas o que importa, mesmo, é destacar que no momento o ovo ainda está sendo comercializado por um valor real menor que o registrado há um ano. Assim, falar em dificuldade de repasse de preço ao consumidor é tentar, antecipadamente, artificializar um mercado que, nas próximas semanas, só tende a valorizar-se mais e mais. Afinal, contados a partir de hoje, apenas 10 dias nos separam do início da Quaresma.

Fonte: Avisite