Mato Grosso do Sul precisa de profissionalismo para alavancar produção do leite

Nos últimos 15 anos, Mato Grosso do Sul tem ocupado o ultimo lugar no ranking de produção leiteira do Centro-Oeste. “Temos capacidade para alcançar resultados como da pecuária de corte. Precisamos apenas de mais profissionalismo no setor”, apontou o presidente do Conselho Administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS (SENAR/MS), Ademar Silva Junior, na abertura do o 15º Encontro Técnico do Leite, que teve inicio hoje (15) e segue até amanhã (15), em Campo Grande (MS).

Para o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de MS – FAMASUL, Eduardo Riedel, a criação do Conseleite, há dois anos, foi o primeiro passo para transformação do setor. “O diálogo entre indústrias e produtores contribui para o equilibro no atendimento das demandas do setor e no entendimento das necessidades. Somamos hoje 24 mil produtores de leite que buscam o fortalecimento da atividade”, disse Riedel.

Após a abertura, o evento segue com palestras sobre qualidade do leite, gestão e estratégias para cadeia produtiva. O evento é direcionado a empresários do segmento, produtores rurais, parceiros comerciais e industriais do ramo, jornalistas, acadêmicos e professores interessados no assunto. O primeiro dia do Encontro contabilizou mil participantes.

Encontro Técnico do Leite – é realizado pela FAMASUL, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS (SENAR/MS) e a Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar) e conta com o patrocínio do Sistema OCB/MS, Sebrae/MS, Governo do Estado, Silems, Real H, Suplementar, Fiems/Senai, Tortuga, Heringer, Delaval e Semex, Silozam, Sicredi, Novartis e Rosenbuch. Para mais informações, acesse: www.senarms.org.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para o presidente da FAMASUL, Eduardo Riedel, a criação do Conseleite foi 1º passo para transformação do setor