Perfil econômico da região Sul do Estado é promissor para o empreendedorismo

O comércio é o setor que tem maior participação no ranking empresarial da região Sul do Estado, formada por Dourados e outros 34 municípios. O comércio tem atualmente 42% dos empreendimentos da região, sendo que em segundo vem o setor de serviços a administração pública, com 29%, e em terceiro, a agropecuária, com 20%. A indústria tem 7% das empresas constituídas e a construção civil, 2%. Os dados foram apresentados durante a palestra ´O potencial agroindustrial e da pecuária: perfil socioeconômico e expectativas de desenvolvimento do Estado`, proferida pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e do Conselho Deliberativo do SebraeMS, Eduardo Corrêa Riedel, na Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), na manhã desta quarta-feira (16).

Dirigindo-se a empresários e lideranças locais, o presidente do CDE SebraeMS traçou um panorama da economia da região, enfatizando a realização da Feira do Empreendedor, que pela primeira vez vai acontecer fora de Campo Grande. A feira será realizada em Dourados, de 1 a 3 de junho. Riedel traçou um paralelo entre o setor agropecuário e as potencialidades abertas por este e pelos demais segmentos que sustentam a economia do Estado. ´O cenário formado pelo conjunto dos segmentos econômicos se mostra favorável para o empreendedorismo´, avaliou.

De janeiro a dezembro do ano passado, o setor do agronegócio respondeu por 83% das exportações sul-mato-grossenses. No ranking dos produtos exportados, o complexo de soja lidera com 25%, seguida das carnes e derivados com 22%. A seguir vem o setor sucroalcooleiro com 16%, cereais com 14% e produtos florestais, com 12%. ´O agronegócio serve de fomento aos demais setores, pois a dinâmica das economias contemporâneas está no entrelaçamento das cadeias produtivas´, ressaltou Ridel.

Com 78,8% de população urbana, a região concentra 19,2% dos microempreendedores individuais (MEI) e aparece nos levantamentos do Sebrae com perspectivas nas mais diferentes áreas para pequenos investidores. ´O papel do Sebrae é apontar as oportunidades e fomentar o empreendedorismo por meio delas, tal como vem sendo feito de forma individual em alguns municípios pelo Prolocal e agora, de modo mais intenso para toda a região Sul, com a realização da Feira do Empreendedor em Dourados`, ressaltou o presidente do CDE.

Fonte: Assessoria de Imprensa