Portaria da ração será reformulada

A portaria interministerial que autorizou leilões de arroz para ração animal terá de ser refeita. A informação foi confirmada ontem (28) pelo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, durante reunião com o secretário Luiz Fernando Mainardi, em Brasília. A decisão foi tomada após a constatação de que uma falha na redação do texto excluiu as indústrias integradoras. Na prática, isso inviabilizaria o mecanismo.

Na próxima semana, o ministério convocará as câmaras setoriais de Arroz, Aves e Suínos para tratar do aperfeiçoamento do edital. A expectativa é que a portaria seja republicada em até 30 dias, prevê o secretário de Política Agrícola do ministério, Caio Rocha. Conforme o presidente da Federarroz, Renato Rocha, mesmo que o mecanismo saia às vésperas do início do plantio, ele deve surtir efeito no preço. “É preferível que seja concertado para que tenha adesão.”

Fonte: Correio do Povo