Reenquadramento amplia atrativos do FCO

Parceiros do FCO Itinerante estiveram em Naviraí e Caarapó dias 28 e 29 de março promovendo palestras sobre Diretrizes e Normas e também Prioridades e Acesso aos Recursos do Fundo – Cerca de 300 pessoas puderam acompanhar a programação, esclarecer dúvidas e assistir os depoimentos dos Casos de Sucesso financiados com recursos do FCO

Com a revisão na classificação quanto ao porte dos tomadores, ampliaram-se os atrativos e a expectativa é que amplie também os beneficiários”, destacou a coordenadora do Fundo, Hélen Cássia Nunes, durante suas palestras nos encontros regionais do FCO Itinerante ao indicar as novas classificações, juros e limites de crédito vigentes nas linhas rurais e empresariais. Entre os exemplos: uma empresa que tinha faturamento bruto anual de R$ 300 mil era classificada como pequena e pagava juros anual de 8,25%. Com as regras vigentes tornou-se micro empresa e passou a pagar juros de 6,75%. As próximas reuniões do FCO Itinerante acontecem dia 25 de abril em Três Lagoas e 26 de abril em Selvíria.

Dos cerca de R$ 1,2 bilhão alocados para o Estado em 2012, cerca de R$ 250 milhões já foram contratados no primeiro trimestre (dados preliminares Banco do Brasil) atendendo um montante de 3.067 projetos em todos os municípios de Mato Grosso do Sul, sendo que as demandas por financiamento no interior continuam aquecidas haja vista o elevado volume de projetos aprovados para Corumbá (118), Aquidauana (119), Três Lagoas (138), Dourados (241) e Campo Grande (710).

Segundo o secretário executivo do Conselho Estadual (CEIF-FCO), Jerônimo Alves Chaves, também Superintende de Agricultura e Pecuária da Secretaria de Produção do Estado (Seprotur), “o desempenho das nas contratações do Fundo neste início de ano demonstram o dinamismo da economia estadual em seus diversos polos regionais, razão pela qual estamos realizando o FCO Itinerante em 12 municípios este ano”.

Ainda segundo Jerônimo Chaves, a revisão na classificação do porte dos tomadores deverá motivar ainda mais os empreendedores a utilizarem os recursos orçamentários destinados ao Estado, uma vez que os juros, associado ao bônus de adimplência tornaram o FCO mais atraente para alavancar seus negócios.

O FCO Itinerante é uma parceria do governo estadual – através da Seprotur, Agência de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) – com o Ministério da Integração Nacional, superintendência estadual do Banco do Brasil, Sicredi, BRDE, Banco da Gente, Sebrae/MS, e conta com o apoio das Federações da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), da Indústria (FIEMS), do Comércio (Fecomércio), das Associações Empresariais (FAEMS), dos Trabalhadores (Fetagri/MS), prefeituras municipais e demais instituições ligadas ao setor produtivo de Mato Grosso do Sul.

Outras Informações pelo telefone 067 3318-5027.

Autor: Assessoria de Imprensa da Seprotur