SENAR capacita instrutoras do Com Licença Vou à Luta

Estimular a mulher rural a ter realização pessoal e profissional é o foco do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) com o programa Com Licença Vou à Luta. Desde de segunda-feira (13), a entidade está capacitando 23 instrutoras de 10 estados na sede do Sistema CNA/SENAR, em Brasília.

De acordo com a consultora e facilitadora do curso, Juliana Krupp, a metodologia do treinamento será 100% vivencial, com dinâmicas de grupo e materiais de apoio. “A ideia é que elas possam viver todo o processo, sentir o que é o programa para que tenham conhecimento profundo do que vão levar para as produtoras rurais durante seus treinamentos”, explica.

Nos cinco dias do curso, as instrutoras vão receber conteúdos voltados para o empreendedorismo, gestão financeira, planejamento de negócios, legislação e liderança. “As instrutoras precisam ter o feeling para passar esses conteúdos, juntamente com a metodologia básica que estão recebendo aqui. E, após os encontros, com certeza vão estar bem preparadas para aplicar o conhecimento adquirido”, ressalta a facilitadora.

A instrutora Cícera Cirilo, que participa do Com Licença Vou à Luta pela primeira vez, vê com interesse o treinamento e conta que veio porque sentiu a necessidade de preparar melhor suas alunas dos cursos de Promoção Social em Alagoas. “Os cursos de PS não são voltados à comercialização, porém, fiz uma avaliação e senti que precisava estimular o lado empreendedor delas e a prepará-las para o mercado, possibilitando trabalharem de forma individual ou coletiva e agregando valor aos seus produtos.”

Patrícia Machado, coordenadora de Projetos e Programas Nacionais do SENAR, comemora o crescente interesse das Administrações Regionais pela aplicação do programa em seus respectivos estados. “Essa capacitação é importante porque demonstra que o programa está tendo boa aceitação nas regionais. Além disso, realizar treinamentos para instrutores mantém nosso vínculo com o público final e possibilita o contato frequente com eles lá na ponta. Esse curso é um indicativo de que o Com Licença Vou à Luta está dando certo.”

Fonte: Canal do Produtor