Sindicato Rural de Bela Vista MS

Brasil: 45,3% da carne bovina exportada em 2022 é do Centro-Oeste

Relatório “Aliança Agroeconômica” revela que a região enviou ao exterior 680,1 mil toneladas de carne bovina in natura em nove meses

Por Viviane Petroli, de Rondonópolis (MT) – Canal Rural

Os embarques de carne bovina in natura brasileira ao mercado internacional somaram 1,5 milhão de toneladas entre janeiro e setembro de 2022. A região Centro-Oeste foi responsável por 45,3% desse volume, com 680,1 mil toneladas de carnes embarcadas.

Os números constam no relatório “Aliança Agroeconômica”, que envolve Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta segunda-feira (24). Eles possuem como base os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

O volume exportado em 2022 supera o resultado do período em 2021. Conforme o levantamento, entre janeiro e setembro do ano passado foram enviados para o exterior 1,26 milhão de toneladas de carne bovina in natura pelo país, das quais 603,57 mil toneladas eram provenientes do Centro-Oeste.

Desde o surto de Peste Suína Africana (PSA) na China, em 2019, o Brasil tem se beneficiado com o aumento das exportações de carne bovina. Esse cenário se intensificou com a pandemia e com a baixa produção local de alguns países asiáticos”, traz o relatório.

Mato Grosso se destaca nos envios

Mato Grosso, maior produtor de carne bovina do país, se destacou entre os estados do Centro-Oeste em termos de crescimento de volume exportado frente a 2021. O estado registrou um incremento de 24,2% nas exportações saltando de 272,72 mil toneladas para 338,69 mil.

O volume praticamente se igualou à quantidade exportada em todo o ano de 2019”, destaca o relatório da Aliança Agroeconômica.”

Conforme o levantamento, Mato Grosso do Sul também registrou recorde e superou em 17,1% o total embarcado entre janeiro e setembro de 2021. Já Goiás apresentou recuo de 6% nas exportações no mesmo comparativo.

O menor volume exportado por Goiás foi influenciado, principalmente, pela suspensão das compras chinesas de carne bovina de uma importante unidade frigorífica, contribuindo para a redução de 24,7% dos envios para os chineses”.

China foi destino de 52,8% da carne bovina do Centro-Oeste

A China, segundo o relatório, foi o destino de 52,8% da carne bovina in natura exportada pelo Centro-Oeste entre janeiro e setembro de 2022. Para o país asiático foram enviadas mais de 359 mil toneladas. “O que demonstra o peso do país nas compras de carne bovina da região”.