Vacinação contra aftosa na fronteira começa dia 26, diz Iagro

A primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa começa na próxima segunda-feira na região de fronteira do Estado nos municípios que fazem parte da antiga ZAV (Zona de Alta Vigilância).

O processo foi antecipado para acompanhar o segundo período de vacinação contra a doença no Paraguai, que registrou dois focos nos últimos seis meses.

O procedimento será antecipado para o mês de abril, porém, segundo informações da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) os trabalhos começam no próximo dia 26.

A vacinação será destacada para propriedades classificadas de risco pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Nestes locais, a agência utiliza a Agulha Oficial, procedimento em que a vacina é doada e a aplicação realizada por técnicos da Iagro.

Segundo informações da Iagro, nas demais propriedades, serão três métodos de vacinação: acompanhada, em que o produtor vacina os animais na presença dos servidores do órgão em 100% do rebanho; fiscalizada, em que a vacinação ocorre sob acompanhamento parcial por servidores; e oficial, casos em que produtor fica responsável pela aquisição da vacina das revendas de produtos veterinários.

A agência orienta que os produtores se programem com antecedência para a vacinação. Na aquisição da vacina, basta se dirigir aos escritórios da Iagro para a liberação da compra no sistema Saniagro bem como o agendamento dos trabalhos de fiscalização da vacinação. O prazo para o registro de vacinação deve ser realizado pela internet até 15 de maio.

São 13 municípios que compõem a ZAV: Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Japorã, Ladário, Mundo Novo, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho e Sete Quedas. São pelo menos 800 mil cabeças de gado na região.

Cronograma – O calendário de vacinação para o restante do Estado segue o mesmo, informa a Iagro. No Planalto, região onde bovinos e bubalinos devem ser imunizados de zero a 24 meses, vai de 1º a 31 de maio.

Já no Pantanal será de 1º de maio a 15 de junho, quando os optantes desta etapa devem imunizar todo o rebanho de mamando a caducando.

O registro de vacinação para o Planalto deve ser feito até 15 de junho e no Pantanal até 30 de junho.

Outras informações podem ser obtidas pelo produtor por meio do telefone 0800-679120.

Fonte: Campo Grande News